Michel Laub

Mês: outubro, 2013

Egopress

– Semana que vem farei lançamentos do Maçã envenenada + debates em Belo Horizonte (4/11, 19h30, no Sempre um papo: http://migre.me/gtf4x) e Curitiba (6/11, 19h, no Escritor na biblioteca: http://bit.ly/1gkjuaQ).

Diário da queda ganhou a Copa de Literatura Brasileira. Jogo final: http://goo.gl/dJkdpQ

Anúncios

‘A maçã envenenada’ – entrevistas, matérias, resenhas

– Entrevista no canal Arte 1: http://goo.gl/6fN2iV

– Entrevista a Manuel da Costa Pinto no Metrópolis/TV Cultura: http://goo.gl/Uu1T04

– Entrevista a Renata Simões na Oi FM: http://goo.gl/Dfjx31

– Entrevista a Zaqueu Fogaça no Saraiva Conteúdo: http://goo.gl/2Kps3s

– Entrevista a Daniella Zupo no Agenda, Rede Minas: http://goo.gl/Cnb4Ai.

– Entrevista na Rádio Justiça: http://goo.gl/rT2vTx

– Participação no Sempre Um Papo, Belo Horizonte: http://goo.gl/IA7pSS

– Depoimento (em áudio) na Revista Giz: http://goo.gl/rrLjok

– Entrevista a Raquel Cozer na Folha de S.Paulo: http://goo.gl/SDnn7P

– Matéria/entrevista de Cadão Volpato no Valor Econômico: http://goo.gl/J4j46d

– Entrevista a João Renato Faria na Veja/BH: http://goo.gl/MphYiJ

– Entrevista a Ricardo Ballarine no Capítulo Dois: http://wp.me/p3vNA7-6L

– Resenha de Noemi Jaffe no Valor Econômico: http://goo.gl/J8dtKl

– Resenha de Camila Von Holdefer no Livros Abertos: http://goo.gl/dCg3Jm

– Resenha de Juliana Leuenroth no Espanador: http://goo.gl/hKbPjg

– Resenha de Maria Carolina Maia na Veja On Line: http://goo.gl/FYrJMC

– Resenha de Fran Settin no Capitu With Lasers: http://goo.gl/KiIAjd

– Resenha de Santiago Nazarian no Jardim Bizarro: http://goo.gl/ua0Idk

– Resenha de Marcelo Carneiro da Cunha no Terra Magazine: http://goo.gl/BeIxSI

– Resenha de Ronaldo Bressane no Impostor: http://goo.gl/rzPp66

– Resenha de Gabi Alkminno no Entreatos: http://goo.gl/cxtPhr

– Resenha de Marcelo Moutinho no Globo: http://goo.gl/z7siVg

– Resenha de Renato Tardivo no Amálgama: http://goo.gl/e73X3H

– Resenha de José Leonardo Ribeiro Nascimento no Catálise Crítica: http://goo.gl/vBL8Bz

– Resenha de Michelle Gimenes no Conversa Cult:http://goo.gl/P87SG7

– Resenha de João Cezar de Castro Rocha no Estadão: http://bit.ly/Mw0eN6

– Resenha de Rafael Ucha no Coelho Matador: http://goo.gl/YQJHnw

– Resenha de Marina Solon no Mosaico: http://goo.gl/pgu9Zk

– Resenha de André Araujo no Posfácio: http://goo.gl/qie3Ph

– Resenha de Felicio Dias no É Tudo Ficção: http://goo.gl/qADkaQ

– Resenha de Cassionei Petry na Gazeta do Sul: http://goo.gl/Q5iymJ

– Resenha de Zema Ribeiro no Imparcial: http://goo.gl/KGnq16

– Resenha de Paloma Viricio no Jornalismo na alma: http://goo.gl/rixNvZ

– Resenha de Karini Lima no Mix Literário: http://goo.gl/GbYVtI

– Resenha de Renata Lima no Tudo é Blá Blá Blá: http://goo.gl/Llby4o

– Resenha de Vana no Apenas Mais um Blog Literário: http://goo.gl/KmTh6v

– Resenha de Leandro Calbente no Ensaios Ababelados: http://goo.gl/W2Eqbq

– Resenha de Maria Valéria no Torpor Niilista: http://goo.gl/57OZUV

– Resenha de Renato Dowsley no Explosão Severina: http://goo.gl/O4AgsG

– Resenha no Dose Literária: http://goo.gl/T4SZSi

– Resenha no Só Sobre Livros: http://goo.gl/YJBmXK

– Resenha de Bia Machado no Vida e Etcétera: http://goo.gl/ZGh00N

– Resenha de Priscila Pacheco no Praça: http://goo.gl/VSGU1B

– Resenha de Christian Luiz Hruschka no Resenhas Literárias: http://goo.gl/DKuGmo

– Resenha de Nathalia Mondo no Pipoca do Vô: http://goo.gl/iqx0hn

– Texto/resenha de Carlos André Moreira na Zero Hora: http://goo.gl/BIEKvH

– Também saíram resenhas/matérias na revista portuguesa Ler (por Eduardo Coelho), na revista Brasileiros (por Daniel Benevides), na Tribuna de Santos (por Carlota Cafieiro), no O Tempo (BH), no Hoje em Dia (BH), no Estado de Minas, na Rede Minas, na Gazeta do Povo (PR) e no Metro (Curitiba), todas apenas na versão impressa

– Listas de fim de ano que incluíram o romance: Scream & Yell (goo.gl/w8ZDaZ), Resumo da Ópera (http://goo.gl/sqdcSF), Coração Nonsense (http://goo.gl/H8Ycsk), O Previsível (http://goo.gl/snSqLp), O Espanador (http://goo.gl/OI8cty + http://goo.gl/wq5XMB), Biblioteca da Laura (http://goo.gl/bm3WZw), CBN (http://goo.gl/k75865).

– O livro ficou em 2º lugar da categoria romance do Prêmio Jabuti/2014. Também foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura. Seus direitos foram vendidos para o inglês (Harvill Secker) e o francês (Buchet Chastel). Trecho do primeiro capítulo: http://goo.gl/DQU2D1

Fim de semana

Um disco – Dream river, Bill Callahan.

Um perfil antigo – Bruce Springsteen por David Remnick (aqui).

Um conto de autor novo – Minha defesa, Thiago Picchi (aqui).

Um rum – Aniversario.

Um filme – Antes da meia-noite, Richard Linklater

Palavras que perderam o sentido

– “Suposto”: adotada pela imprensa depois de episódios como o da Escola Base, em que seus donos foram injustamente acusados de molestar crianças. Devem achar que é um salvo-conduto contra processos em reportagens levianas, que continuam sendo publicadas sem pudor. É também uma peça recorrente de comédia, em frases como: “As imagens mostram o momento em que, diante de nove testemunhas, o suposto assassino desferiu os tiros contra a vítima”.

– “Elite” (ou “classe média”): termo que nasceu na economia, na política e na cultura e se transferiu para a moral, com elasticidade suficiente para definir apenas inimigos.

Texto publicado na Folha de S.Paulo, 27/9/2013. Íntegra aqui.

Fim de semana

Um livro – Os irmãos sister, Patrick deWitt (Planeta, 208 págs.).

Um perfil – Philip Roth na New Yorker.

Um museu em Frankfurt – Städel.

Outro – Ikonen-Museum.

Um restaurante – Viet Rice.

Répteis e extremistas

Um dos bons livros que li este ano foi Them, de Jon Ronson, jornalista britânico que acompanhou o dia a dia de extremistas religiosos e políticos. Entre seus personagens há um chefe da Ku Klux Klan, um líder protestante contrário aos acordos de paz na Irlanda e um mulá que tenta arrecadar fundos para a jihad islâmica na Inglaterra.

O livro foi publicado em 2001, antes dos atentados do 11 de Setembro, e pode ser considerado peça premonitória do que seria a década seguinte. Ou instantâneo de um mundo que não existe mais, em que os resultados universais e trágicos do que é narrado ainda eram sombras sob a violência localizada ou a pregação de malucos.

Texto publicado na Folha de S.Paulo, 11/10/13. Íntegra aqui.

Egopress

1) Nas próximas duas semanas estarei em mesas da Feira de Frankfurt e em leituras em Bonn e no festival de Bad Berlebourg.

2) A edição alemã do Diário da queda já está nas livrarias, com tradução de Michael Kegler. Matérias a respeito, para quem entende o original ou a versão do Google: Focus (http://goo.gl/I5bVtG), Deutscheland Radio (http://goo.gl/DnbzVW), Buchtips.net (http://goo.gl/seMAow) e HR (http://goo.gl/qkR8yl), além de textos meus no Die Welt (http://goo.gl/A7qgrc) e na revista da Lufthansa (que saiu com alterações à minha revelia).

3) Também acabam de sair edições do Diário na Holanda (http://goo.gl/JByqN8) e na Itália (http://goo.gl/Q2jXbM). No início de 2013, o livro foi publicado na Espanha e em Portugal.

4) Mais matérias/entrevistas sobre A maçã envenenada: Canal Arte 1 (http://goo.gl/6fN2iV), Manuel da Costa Pinto no Metrópolis/TV Cultura (http://goo.gl/Uu1T04), Cadão Volpato no Valor Econômico (http://goo.gl/J4j46d para assinantes e http://goo.gl/lylrsM na íntegra), Renata Simões na Oi FM (http://goo.gl/Dfjx31) e Zaqueu Fogaça no Saraiva Conteúdo (http://goo.gl/2Kps3s). E resenhas de Santiago Nazarian no Jardim Bizarro (http://goo.gl/ua0Idk), Fran Settin no Capitu With Lasers (http://goo.gl/KiIAjde), Marcos Losnak na Folha de Londrina (http://goo.gl/xRMvZJ) e, em versão impressa, Carlotta Cafiero na Tribuna de Santos e Daniel Benevides na revista Brasileiros.