Michel Laub

Mês: setembro, 2014

Diário da Queda – imprensa no exterior

– Resenhas/matérias em inglês: Independent (http://goo.gl/uJAqbk), Financial Times (http://goo.gl/5s87I0), BBC Radio (http://goo.gl/JzrOl8, comentário a partir de 22:00), Publishers Weekly (http://goo.gl/Ny1hWb), New Statement (http://goo.gl/ACjA6n), Irish Times (http://goo.gl/4jvwyo), Brooklyn Rail (http://goo.gl/bGlLsS), Literary Review/US (http://goo.gl/xtuvEP),  Boston Globe (http://goo.gl/Dxj6KJ), Bookmunch (http://goo.gl/Yaa2ch), Northern Echo (http://goo.gl/TIX799), One Day Perhaps I’ll Know (http://goo.gl/5EevJg), Plasticrosaries (http://goo.gl/fVEj4y), Bookslut (http://goo.gl/P32coh), Winstonsdad’s Blog (http://goo.gl/Q3hrvz), Baits for Bookworms (http://goo.gl/t5OcMm), Escapades for bookworms (http://goo.gl/PyuoW1), I read novels (http://goo.gl/13KSqd), Kirkus Reviews (http://goo.gl/JWabw2), Miss Chapter’s Reviews (http://goo.gl/rJxYZX), Corduroy Books (http://goo.gl/2V6Dfv), Bloggers Recommend (http://goo.gl/d0Ydxl), Washington Independent Review of Books (http://goo.gl/bb0BRe), 1Streading (http://goo.gl/5y1Xla), Book People’s Blog (http://goo.gl/4U1xU2), Great New Books (http://goo.gl/fr92Ks), Lit/Rant (http://goo.gl/kN0WbQ), Jewish Book Council (http://goo.gl/cWqg7y), On The Seawall (http://goo.gl/gMQUG7). Counterpunch (http://goo.gl/pc3FCM), blog da Barnes & Noble (http://goo.gl/mmtpV0), Wall Street Journal (http://goo.gl/bWRt3R) e nas edições impressas do Independent on Sunday, da Literary Review/UK, do Bookseller, da Press Association e do The Sun + nota na Paris Review (http://goo.gl/gdRxWN) + dicas de livros para a Copa do Guardian (http://goo.gl/msBJ8S ) e do Independent on Sunday (http://goo.gl/Z5z7DY ) + livros de verão do Financial Times (http://goo.gl/ygDVO4) + livros 2014 do Financial Times (http://goo.gl/RvMnw8), livros 2014/Herald Scotland (http://goo.gl/VS6ZzJ), livros 2014/Flavorwire (http://goo.gl/LbomV4) + lista da American Booksellers Association (http://goo.gl/GkGL5U) + revista da Oprah (http://goo.gl/p9cHqs).

– Resenhas/matérias na Alemanha: Focus (http://goo.gl/I5bVtG), Deutscheland Radio (http://goo.gl/DnbzVW), Buchtips.net (http://goo.gl/seMAow), HR (http://goo.gl/qkR8yl), WAS (http://goo.gl/cSl122), Tópicos (http://goo.gl/ViXYX9), Frantfurker Rundschau (http://goo.gl/7q7EGS), Noe Oz (http://goo.gl/WKYPl3), Athenaeum Boekhandel (http://goo.gl/pcUiTH), Literaturwelt (http://goo.gl/KDZUQD), Woxx (http://goo.gl/XTnY6Z), Buzzaldrins Bücher (http://goo.gl/YsJlgM), LiteraturKritic (http://goo.gl/zsy2B7). Na Holanda: TPO Magazine (http://goo.gl/yQJSDz). Na Espanha:  Devaneos (http://goo.gl/qLYLHR), Ricardo Menéndez Salmón (impresso – Faro de Vigo/La Nueva España/ La Opinion de Tenerife), El Imparcial (http://goo.gl/OBdzFC), Rob Valencia (http://goo.gl/6nmefu). Na França: Le Monde (impresso), Transfuge (impresso), Libération (impresso), Salon Littéraire (http://goo.gl/ZLOEKz), Annelisa (http://goo.gl/PxlH7e), Creezzy (http://goo.gl/GfhBfV), Mediapart (http://goo.gl/43pyIl), Espaces Latinos (http://goo.gl/oPP36H), Cecile’s Blog (http://goo.gl/TTwwAA), Má Bouqinerie (http://goo.gl/VhxTWn), Des Lires Des Toiles (http://goo.gl/TY3eBR). Na Suécia: SvD (http://goo.gl/Fbr7QK), GP (http://goo.gl/f4ehlM), Kulturdelen (http://goo.gl/tQQcGo), Milder.No (http://goo.gl/ZpYBgR),  Expressen.se (http://goo.gl/ITBqwo), Bokstugan (http://goo.gl/ydVkDw), DN (http://goo.gl/f3IY6E), NSD (http://goo.gl/RpD37j), Dagensbok (http://goo.gl/ITIzMG), I Rosa Rum (http://goo.gl/rXNznA), Tidningen (http://goo.gl/GkjJzm). Na Noruega: Rosie-Maries Litteratur (http://goo.gl/loUmrr), Jeg Leser (http://goo.gl/K1cVtd). Na Itália: Recensire Il Mondo (http://goo.gl/7kGhbz), Le Parole Verranno (http://goo.gl/HcZlLk). Em Portugal (impresso): resenhas de José Mario Silva (Expresso), Isabel Coutinho (Público), Ana Dias Ferreira (Time Out/Lisboa).

– Entrevistas: Deutsche Welle (Alemanha): http://migre.me/gkJJk. ZDF TV (Alemanha): http://goo.gl/pI4QeD. Rádio CBC, Canadá (a 32’33): http://goo.gl/ftWiBa. Público (Portugal): http://goo.gl/R7E3kz. RTP (Portugal): http://goo.gl/tAYkdp. Rádio Universitária do Minho (Portugal): http://goo.gl/1cE64n. NRT (Noruega): http://goo.gl/10HIi6. SVT (Suécia): http://www.svt.se/kultur/laub. Blog da Random House/Vintage: http://goo.gl/jupU3d. Debate com Javier Cercas no Festival de Edimburgo: http://goo.gl/5a9GRP. Debate com David Grossman no festival de Gotemburgo (http://goo.gl/jexGNl). – O livro acaba de sair na França (Buchet/Chastel), Estados Unidos (Other Press), Noruega (Gyldendal Norsk) e Suécia (Albert Bonniers). Já está publicado na Alemanha (Klett-Kotta), Espanha (Mondadori), Holanda (Anthos), Inglaterra (Harvill Secker/Vintage), Israel (Modan), Itália (Feltrinelli) e Portugal (Tinta da China).

Anúncios

Egopress

– A partir de quinta, estarei na Feira do Livro de Gotemburgo (Suécia), que este ano homenageia o Brasil (http://goo.gl/jaAszm). Mesas de que participarei em 25/9: 13h30 (com Charlotte Werner), 15h (com Henrik Jönsson) e 17h (com Fredrik Ekelund). 26/9: 11h (com Daniel Galera e Leonardo Tonus) e 14h (com Charlotte Werner). 27/9: 13h (com David Grossman).

– Semana que vem faço dois lançamentos do Diário da queda na França: 30/9, em Bordeaux (livraria La Machine à Lire), com Ilana Heineberg, e 1/10, em Paris (Maison de l’Amerique Latine), com Yannick Haenel.

– Na sequência, participo da Fliside (Snape, Inglaterra): 4/10, 10h, debate com Michael Ondaatje, e 5/10, leituras com Ondaatje, Benjamin Zephaniah e Liz Calder. http://www.flipsidefestival.co.uk

Fim de semana

Uma estreia teatral – Terra de ninguém, dir. Roberto Alvim.

Uma padaria – Bolonha.

Uma exposição boa no Masp – Arte africana.

Uma ok – Julian Schnabel.

Um disco – Popular problems, Leonard Cohen.

Bem-vindos à fogueira

Há vários roteiros previsíveis no atual debate público. Um deles ocorre quando alguém faz algo que parece monstruoso. Passos seguintes: 1) crucificação; 2) psicólogos teorizam; 3) alguém lembra que estamos num Estado de Direito e não se deve condenar sem provas; 4) na hipótese de se revelar que a história não era bem assim, lamenta-se a cultura de linchamento em que vivemos.

Por ora, me contendo com o papel algo bacharelesco do item 3. É o que resta diante de “Bem-Vindo a Nova York”, filme de Abel Ferrara sobre o caso Dominique Strauss-Khan, em cartaz desde a semana passada. Para quem não acompanhou, trata-se do francês que presidia o FMI em 2011, quando foi preso por supostamente abusar de uma camareira num hotel de Manhattan.

Texto publicado na Folha de S.Paulo, 12/9/2014. Íntegra aqui.

Fim de semana

Um perfil – Delfim Netto na Piauí.

Outro – Al Pacino na New Yorker.

Um livro brasileiro de poemas – Mesmo sem dinheiro comprei um esqueite novo, Paulo Scott (Companhia das Letras, 80 págs.).

Um de contos – Um homem burro morreu, Rafael Sperling (Oito e Meio, 127 págs.).

Um disco – I thought I was an alien, Soko.

O que não se pode fazer a um gato

Wislawa Szymborska em Poemas (Companhia das Letras, tradução de Regina Przybycien):

Morrer – isso não se faz a um gato.

Pois o que há de fazer um gato

num apartamento vazio.

Trepar pelas paredes.

Esfregar-se nos móveis.

Nada aqui parece mudado

e no entanto mudou.

(…)

Algo aqui não começa

na hora costumeira.

Algo não acontece

como deve.

(…)

Cada armário foi vasculhado.

As prateleiras percorridas.

Explorações sob o tapete nada mostraram.

Até uma regra foi quebrada

e os papéis remexidos.

(…)

Espera só ele voltar,

espera ele aparecer.

Vai aprender

que isso não se faz a um gato.

Para junto dele

como quem não quer nada,

devagarinho,

sobre patas muito ofendidas.

E nada de pular miar no princípio.

Fim de semana

Um documentário – Finding Vivian Maier, John Maloof e Charlie Siskel.

Um filme difícil – Welcome to New York, Abel Ferrara.

Um ensaio – Virginia Woolf e a intimidade, por Joshua Rotman (http://goo.gl/FrqOz3)

Uma peça em Londres – My night with Reg.

Dois restaurantes – Nopi, Yauatcha.