Michel Laub

Categoria: Cinema

Fim de semana

Um livro – Sonhos no Terceiro Reich, Charlotte Beradt (Três Estrelas, 182 págs.).

Um artigo – O cristianismo e o inferno, por David Bentley Hart (aqui).

Outro – Arte e estilo tardio, por Max Norman (aqui).

Uma série ruim – Don’t Fuck With Cats.

Um disco – Caetano & Ivan Sacerdote.

Fim de semana

Uma série – A Segunda Guerra em Cores.

Um documentário – Mystify, Richard Lowenstein.

Um filme dando um desconto – Dois Papas, Fernando Meirelles.

Um texto – Jia Tolentino sobre Instagram e clínicas estéticas (aqui).

Um texto de 1996 – Modesto Carone sobre Thomas Bernhard (aqui).

Fim de semana

Um romance – Sobre os Ossos dos Mortos, Olga Tokarczuk (Todavia, 256 págs.).

Duas novelas – A Ponte Flutuante dos Sonhos/Retrato de Shunkin, Junichiro Tanizaki (Estação Liberdade, 156 págs.).

Um filme obsoleto e bom – História de um Casamento, Noah Baumbach.

Um filme obsoleto e médio/ruim – Um Dia de Chuva em Nova York, Woody Allen.

Um documentário – Diego Maradona, Asif Kapadia.

Fim de semana

Um ensaio – Susan Sontag por A.O. Scott (aqui).

Outro – Ansiedade e remédios por Sasha Frere-Jones (aqui).

Um documentário – Bikram, Eva Orner.

Uma mostra pequena/derivada – William Blake, Casa das Rosas.

Um disco – MTV Unpluged, Courtney Barnett.

Fim de semana

Um romance – A Ordem do Dia, Éric Vuillard (Tusquets, 142 págs.).

Um artigo – Charlotte Beradt e os sonhos durante o nazismo (aqui.).

Outro – Daniel Galera sobre animais e crueldade (aqui).

Um filme – Parasita, Bong Joon-Ho.

Um vídeo – Bastidores de Os Bons Companheiros (aqui).

Fim de semana

Um filme – O Irlandês, Martin Scorsese.

Um filme médio de 1988 – Tucker, Francis Ford Coppola.

Um documentário – Fyre Festival, Chris Smith.

Uma série – Euphoria.

Um livro – Os Vendedores de Cigarro da Praça Três Cruzes, Joseph Zieman (Três Estrelas, 210 págs.).

Fim de semana

Uma exposição no IMS – Harun Farocki.

Outra – Susan Meiselas.

Um filme – Divertida Mente, Pete Docter.

Uma remontagem – Os Sete Afluentes do Rio Ota, Monique Gardenberg.

Um romance – A Morte e o Meteoro, Joca Reiners Terron (Todavia, 120 págs.).

Fim de semana

Um livro – O Oráculo da Noite, Sidarta Ribeiro (Companhia das Letras, 460 págs.).

Um filme – Meu Nome é Dolemite, Craig Brewer.

Um filme ok – A Lavanderia, Steven Soderbergh.

Uma exposição – Cildo Meirelles, Sesc Pompeia.

Um disco – Ode to Joy, Wilco.

Fim de semana

Um disco – All Mirrors, Angel Olsen.

Um vídeo – Nando Reis sobre seus violões (aqui).

Um filme – A vida Invisível, Karim Ainouz.

Um filme de 2017 – First Reformed, Paul Schrader.

Um ensaio – Zadie Smith e uma defesa da ficção (aqui).

Fim de semana

Um filme – Joker, Todd Philips.

Outro – Midsommar, Ari Aster.

Um disco – Two Hands, Big Thief.

Um livro – Prólogo, Ato, Epílogo, Fernanda Montenegro (Companhia das Letras, 342 págs.).

Uma série – Sintonia.

Fim de semana

Um show – Vitor Ramil + Angélica Freitas.

Um disco – i,i, Bom Iver.

Um filme – Rainha de Copas, May el-Toukhy.

Um filme anacrônico – Yesterday, Danny Boyle.

Um livro de poesia – As Durações da Casa, Julia de Sousa (7 Letras, 80 págs.).

Fim de semana

Uma exposição – Alfons Mucha, Fiesp.

Um disco – Free, Iggy Pop.

Um espetáculo bem Zé Celso – Roda Viva.

Um livrinho – A Doença e o Tempo, Eduardo Jardim (Bazar do Tempo, 80 págs.).

Um documentário longo – Frank Sinatra, All or Nothing at All.

Fim de semana

Um filme – Era uma Vez em Hollywood, Quentin Tarantino.

Um filme com questões – Bacurau, Kleber Mendonça e Juliano Dornelles.

Uma exposição no MAR/Rio – Rosana Paulino.

Outra – O Rio dos Navegantes.

Um livro – Cancún, Miguel Del Castillo (Companhia das Letras, 168 págs.).

Fim de semana

Uma exposição – Mulheres no Masp.

Um filme médio – Hotel Mumbai, Anthony Maras.

Uma série – Bandidos na TV.

Uma reportagem – Marie Declercq sobre os incels brasileiros (aqui).

Um romance – Marrom e Amarelo, Paulo Scott (Alfaguara, 158 págs.).

Fim de semana

Um filme – Dor e Glória, Pedro Almodóvar.

Um documentário – George Harrison: Living in the Material World, Martin Scorsese.

Uma série – Years and Years.

Uma entrevista – Henrique Vieira e a tolerância evangélica (aqui).

Um disco – High Highs to Low Lows, Lolo Zouaï.

Fim de semana

Um podcast – Canudos e Euclides da Cunha (aqui).

Um ensaio – Jean-Claude Bernardet e o câncer (aqui).

Um depoimento – Ian Patterson e a bibliofilia (aqui).

Um artigo – Shannon Palus e os avisos de gatilho (aqui).

Um filme – Nico, 1988, Susanna Nicchiarelli.

Fim de semana

Uma nova edição – Coração das Trevas, Joseph Conrad (Ubu, 224 págs.).

Uma fala/leitura – Susan Sontag sobre expressão pessoal e dor (aqui).

Um documentário – DeFalla – Sobre Amanhã, Diego de Godoy e Rodrigo Pesavento (aqui).

Um filme ok – Rocket Man, Dexter Fletcher

Um disco de covers – California Son, Morrissey.

Fim de semana

Um ensaio – David Wallace-Wells e o fim do mundo (aqui).

Uma reportagem – William Langewiesche e o fim de um voo (aqui).

Um disco – Father of the Bride, Vampire Weekend.

Um documentário simpático – Alceu Valença na Embolada do Tempo, Paola Vieira.

Um filme médio – Us, Jordan Peele.

Fim de semana

Um documentário – Teenage, Matt Wolf.

Um filme inusitado – As Boas Maneiras, Juliana Rojas/Marco Dutra.

Um disco – Anima, Thom Yorke.

Um ensaio fotográfico – Frances F. Denny  e as bruxas (aqui).

Uma releitura – O Apanhador no Campo de Centeio, J.D. Salinger (Todavia, 456 págs.).

Fim de semana

Um livro – Vozes de Tchernóbil, Svetlana Aleksiévitch (Companhia das Letras, 384 págs.).

Uma reportagem – Como os algoritmos fazem os radicais de YouTube (aqui).

Uma exposição – Acervo em Transformação, MASP.

Um documentário sobre John Lennon – Só o Céu como Testemunha, Michael Epstein.

Um (não) documentário sobre Bob Dylan – Rolling Thunder Review, Martin Scorsese.

 

Fim de semana

Um relançamento – A Promessa/A Pane, Friedrich Dürrenmatt (Estação Liberdade, 224 págs.).

Uma série média – O Assassinato de Gianni Versace.

Um filme médio – 22 July, Paul Greengrass.

Um no máximo médio – Lords of Chaos, Jonas Akerlund.

Um documentário – Meet the Night Runners (aqui).

Fim de semana

Um romance – O Inferno dos Outros, David Grossman (Companhia das Letras, 208 págs.).

Uma reportagem – Rebecca Mead e a invasão do Airbnb em Barcelona (aqui).

Um disco – Remind me Tomorrow, Sharon Van Etten.

Um filme – The Mule, Clint Eastwood.

Um documentário – Andre the Giant, Jason Hehir.

Fim de semana

Um filme – Border, Ali Abbassi.

Uma exposição no MASP – Tarsila do Amaral.

Outra – Djanira.

Um perfil – Dexter Filkins sobre John Bolton (aqui).

Uma montagem – Uísque e Vergonha, Juliana Frank/Michelle Ferreira/Nelson Baskerville.

Fim de semana

Uma entrevista – Antunes Filho, 1998 (aqui).

Outra – Paulo Pachá sobre a Idade Média e o bolsonarismo (aqui).

Uma terceira – Henrique Carneiro sobre a história das drogas (aqui).

Um livro – Cat Person, Kristen Roupenian (Companhia das Letras, 256 págs.).

Um Filme – A Noite de Doze Anos, Álvaro Brechner.

Fim de semana

Uma exposição – Regina Parra, Anexo Millan.

Um documentário – Tunga, Miguel de Almeida.

Um relato – Colm Tóibín sobre o câncer (aqui).

Um ensaio – Joca Terron sobre John Frankenheimer e a meia-idade (aqui).

Um livro – Escrever Ficção, Luiz Antonio de Assis Brasil (Companhia das Letras, 394 págs.).

Fim de semana

Um artigo – Janna Levin sobre a foto do buraco negro (aqui).

Um ensaio – César Aira sobre o gênero ensaio na Serrote 30.

Uma cinebio okzinha – Egon Schiele, Dieter Berner.

Uma adaptação okzinha – On Chesil Beach, Dominic Cooke.

Uma exposição – Marcia Ribeiro, Casa da Luz.

Fim de semana

Um disco – Westkust, Westkust.

Uma feira (para ryco) – SP Arte.

Um western – Rastro de Maldade, S. Craig Zahler.

Um filme farofa – The Dirt, Jeff Treimane.

Um livro – A Literatura Nazista na América, Roberto Bolaño (Companhia das Letras, 237 págs.).

Fim de semana

Uma exposição – Paul Klee, CCBB.

Uma reportagem – John Lee Anderson sobre Bolsonaro (aqui).

Um podcast – Paulo Henriques Britto sobre O Corvo (aqui).

Um ensaio – Lorenzo Mammì sobre Renoir, Proust e o nazismo (aqui).

Um filme – Culpa, Gustav Möller.

Fim de semana

Um filme – Imagem e Palavra, Jean-Luc Godard.

Outro – Can You Forgive Me?, Marielle Heller.

Uma série – After Life, Ricky Gervais.

Dois blocos de aço – Richard Serra, IMS.

Um livro – Verifique se o Mesmo, Nuno Ramos (Todavia, 304 págs.).

Fim de semana

Uma releitura – O Segredo de Joe Gould, Joseph Mitchell (Companhia das Letras, 158 págs.)

Um filme ruim – The Green Book, Peter Farrelly.

Outro – Velvet Buzzshow, Dan Gilroy.

Um disco – Crushing, Julia Jacklin.

Um podcast de 2018 – João Silvério Trevisan e a história LGBTQ no Brasil (aqui).