Michel Laub

Mês: novembro, 2009

Feliz 2010

O blog volta a ser atualizado em fevereiro.

Anúncios

Egopress

1. Estarei numa das mesas da Balada Literária: sábado, 21/11, 11h, na Livraria da Vila da Fradique Coutinho, com Ronaldo Bressane, Antonio Prata e Edney Silvestre. Também na Balada, na Livraria da Vila e no B_arco, haverá uma exposição de Edson Kumasaka, que fotografou escritores brasileiros meio que fantasiados (eu entre eles, infelizmente não de sunga). Programação completa aqui.

3. Na sequência, vou ao Rio para o Encontros de Interrogação, evento do Itaú Cultural, numa mesa dia 2/12, às 15h30, no Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ, com Flávio Carneiro, Adriana Lisboa e Marçal Aquino.

Melhores do ano – livros

(lançamentos e novas edições saídas no Brasil em 2009):

Três livros de quadrinhosGênesis, Robert Crumb (Conrad, 224 págs.); Nova York, Will Eisner (Companhia das Letras, 439 págs.); Sábado dos meus amores, Marcello Quintanilha (Conrad, 64 págs.).

Três livros de não-ficção que falam de literaturaMilagres da vida, J.G.Ballard (Companhia das Letras, 248 págs.); Frenesi polissilábico, Nick Hornby (Rocco, 264 págs.); A literatura em perigo, Tsvetan Todorov (Difel, 96 págs.).

Três livros estrangeiros de ficçãoO imitador de vozes, Thomas Bernhard (Companhia das Letras, 159 págs.); Flores, Mario Bellatin (Cosacnaify, 80 págs.); Fome, de Knut Hamsun (Geração, 171 págs.).

Três livros brasileiros de ficção – ver obs feita em Melhores de 2008.

Melhores do ano – música

Cinco shows em SP – Radiohead (Chácara do Jóquei); Sonic youth (Terra); Iggy Pop (Terra); Kiko Dinucci e convidados (+ Soma); Pé na cozinha (Studio SP).

Cinco discosReplica sun machine (The shortwave set); The eternal (Sonic youth); Love 2 (Air); Together through life (Bob Dylan);  It’s blitz! (Yeah yeah yeahs).

Cinco músicas (dos discos acima) – Anti-orgasm (Sonic youth); Zero (Yeah yeah yeahs); Glitches’n’bugs (The shortwave set); Life is hard (Bob Dylan); Sing sang sung (Air).

Cinco músicas (de outros discos) French navy (Camera obscura); Beach demon (Wavves); King of the dogs (Iggy Pop); Modern Kid (Júpiter maçã); Lust for life (Girls).

Melhores do ano – exposições e teatro

(todas em SP):

Cinco exposições – Os gêmeos (FAAP); Bob Nugent (Tomie Ohtake); Jean Dubuffet (Tomie Ohtake); Virada Russa (CCBB); artistas argentinos (Choque Cultural).

Cinco exposições de fotografia – Cartier-Bresson (Sesc Pinheiros); Robert Polidori (Museu da Casa Brasileira/IMS); Onde a água encontra a terra – Carol Armstrong, Fernando Azevedo e Leonardo Kossoy (MASP); Acervo em preto e branco (Pinacoteca); Otto Stupakoff (IMS).

Cinco peças de teatro (entre as não muitas que vi)Quartett, dir. Bob Wilson (SESC Pinheiros); Comunicação a uma academia, dir. Roberto Alvim (Teatro Imprensa); Hamelin, dir. André Paes Leme (CCBB); Aqui quase longe, dir. Gabriel Carmona (SESC Paulista); Brutal, dir. Mário Bortolotto (Parlapatões).

Melhores do ano – cinema

(considerando todos os gêneros):

Cinco filmes estrangeirosO lutador (Darren Aronofsky); Entre os muros da escola (Laurent Cantet); Bastardos Inglórios (Quentin Tarantino); Frost/Nixon (Ron Howard); Amantes (James Gray).

Cinco filmes brasileiros Loki (Paulo Henrique Fontenelle); Jean Charles (Henrique Goldman); Simonal (Claudio Manuel, Calvito Leal e Micael Langer); Apenas o fim (Matheus Souza); Juventude (Domingos de Oliveira).

Fim de semana

Uma peçaHamelin, direção de André Paes Leme.

Um contoO roteirista, Charles d’Ambrosio, no novo número da Serrote.

Um discoAlbum, The Girls.

Uma exposição – arte colombiana na Fiesp.

Um filmeThis is it, Kenny Ortega/Michael Jackson, king of pop.

Mostra de SP: filmes cuja sinopse no jornal não dá muito ânimo para sair de casa (2)

Como unha e carne – EUA, 2009. Jimmy tem 40 anos e divide o dormitório com seu sobrinho Bob, de dez anos.

Frontier blues – Irã/Reino Unido/Itália, 2009. Na fronteira entre o Irã e o Turcomenistão, a vila Gorgan é uma região árida onde vivem quatro homens. Um deles é Alam, que mora com o pai e passa o tempo ouvindo música.

Lost persons area – Bélgica/Holanda/Hungria, 2009. Tessa, 9 anos, vaga por campos procurando algo a fazer. Seu pai busca a felicidade, e sua mãe, o papel como mulher.

Samson & Delilah – Austrália, 2009. No deserto central da Austrália, Samson e Delilah descobrem o amor e percebem como a vida pode ser cruel.

O cerco: a democracia nas malhas do neoliberalismo – Canadá, 2008. Com depoimentos de intelectuais, o filme investiga a ideologia neoliberal.

Mostra de SP: filmes cuja sinopse no jornal não dá muito ânimo para sair de casa

Alga doce – Polônia, 2009. Marta é abalada pela morte dos filhos e não sabe que tem uma doença terminal.

Seguindo em frente – Japão, 2008. Três gerações se reúnem debaixo do mesmo teto para relembrar a morte do filho mais velho numa temporada de verão.

Lágrimas de abril – Finlândia, 2009. No fim da guerra civil, os vitoriosos exterminam os derrotados, entre eles, mais de 2.000 mulheres.

Os infelizes – Bélgica, 2009. O pequeno Gunther divide a casa da avó com o pai e os tios, todos alcoólatras.

Eu matei minha mãe – Canadá, 2009. Hubert despreza sua mãe. Confuso, ele se vê tomado por amor e ódio incontroláveis.