Artificialmente natural

por Michel Laub

Numa cena conhecida de “Pulp Fiction”, de Quentin Tarantino, e numa tradução palatável para quem foi à recente marcha pela família, há um personagem que diz a outro, anunciando a vingança depois de uma briga um tanto peculiar: “Serei medieval em seu traseiro.”

Tarantino é considerado um mestre dos diálogos. A fama é endossada por espectadores do mundo todo, eu inclusive. Sempre lembro desse exemplo quando criticam personagens de um filme brasileiro com o argumento de que “ninguém fala daquele jeito”.

Texto publicado na Folha de S.Paulo, 13/4/2014. Íntegra aqui.