Segredos que não interessam

por Michel Laub

Cada pessoa tem sua escala de valores, que obedece tanto a princípios elevados quanto ao bom e velho fígado. Na minha, quem vaza correspondência privada é a escória. Não há vingança conjugal, surto psicótico ou senso infantil de justiça que desculpe esse que é o mais covarde dos ataques. Algo que acompanhará o atingido para sempre, sem chance de defesa do que muitas vezes parece ser –e nem sempre é– uma confissão vexaminosa.

Publicado na Folha de S.Paulo, 24/5/13. Íntegra aqui.

Anúncios