‘O voo’ e ‘O lado bom da vida’

por Michel Laub

Alguns termos usados pela crítica de cinema são curiosos. Um deles é “hollywoodiano” como sinônimo de visão de mundo conservadora – a favor da ordem, do capitalismo, do sentimento patriótico, da família tradicional. Digo isso porque Hollywood não é uma corporação monolítica, e sim a indústria que lança dezenas de filmes por ano, para diversos nichos de público, e até por lógica comercial precisa lidar com as ideias e os valores de cada época –tanto de maneira ufanista quanto desconfiada.

Trecho de texto publicado na Folha de S.Paulo, 1/3/2013. Íntegra aqui.

Anúncios