Melhores do ano – livros

por Michel Laub

(lançamentos e novas edições saídas no Brasil em 2009):

Três livros de quadrinhosGênesis, Robert Crumb (Conrad, 224 págs.); Nova York, Will Eisner (Companhia das Letras, 439 págs.); Sábado dos meus amores, Marcello Quintanilha (Conrad, 64 págs.).

Três livros de não-ficção que falam de literaturaMilagres da vida, J.G.Ballard (Companhia das Letras, 248 págs.); Frenesi polissilábico, Nick Hornby (Rocco, 264 págs.); A literatura em perigo, Tsvetan Todorov (Difel, 96 págs.).

Três livros estrangeiros de ficçãoO imitador de vozes, Thomas Bernhard (Companhia das Letras, 159 págs.); Flores, Mario Bellatin (Cosacnaify, 80 págs.); Fome, de Knut Hamsun (Geração, 171 págs.).

Três livros brasileiros de ficção – ver obs feita em Melhores de 2008.