Um poema de Joca Reiners Terron sobre (e também para) crianças

por Michel Laub

O chamado da arte

Minha filha está aqui aos meus pés,

desenhando um lindo pássaro numa folha em branco.

O grafite do lápis range, agudo,

enquanto ela risca as linhas

das penas da cauda até o pescoço.

Ao completar o bico, ela diz:

“Pai, esse barulhinho é o canto do pássaro?”.

Anúncios